Voltando em duas rodas

2014-12-14 18.29.35Nunca abandonei a bicicleta mas, desde 97, não tinha mais uma moto. Elas sempre estiveram comigo, desde que aprendi a dirigir. Há alguns anos estava ensaiando uma volta as duas rodas porém, agora, mais por lazer que de forma cotidiana, como tinham sido nos primeiros tempos. Já tinha virado piada entre meus amigos, que já haviam voltado a ter motos antes e, como eu, também em um resgate, agora mais maduro do motociclismo. Cheguei a comprar uma jaqueta, antes mesmo de ter uma o veículo novamente. O plano tinha sido interrompido por contingências de percurso. Ruminante na pista. Com uma boa quantidade de pasto o obstáculo se retirou e, após realizadas outras prioridades, em Outubro passado, retomei a meta adiada. Finalmente adquiri uma Yamaha XTZ Teneré 250cc, a menor das 3 versões disponíveis no Brasil. Queria um modelo versátil, confiável e econômico, mesmo gostando de motociclos em geral. Estou bem contente com a escolha. Consciente em muitos sentidos. Moto é um veículo que te deixa muito exposto e, basicamente, o que separa o motoqueiro do motociclista é sua maturidade. O que nem sempre tem a ver com idade, habilidade ou modelo da moto. De qualquer maneira, estar vivo é perigoso. Mas, dentro do bom senso de não apressar o processo naturalmente frágil e finito, mais arriscado é gastar a vida na suposta segurança das rotinas pouco flexíveis. Vai que só tenhamos uma vida para fazermos o que gostamos.

Anúncios

Um comentário sobre “Voltando em duas rodas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s